O futuro da inovação em saúde

Não é segredo que os cuidados com a saúde das populações do mundo todo são falhos, mas nossa capacidade de propor e implementar soluções também é falha. Todas as inovações são obrigadas a atender a muitos requisitos legais e regulatórios para conseguir algum avanço. Como resultado, tratamentos de saúde ainda estão muito inacessível àqueles que mais precisam — especialmente com a questão das informações claras e transparentes sobre o cuidado com a saúde humana.

O problema

A inovação em saúde como conceito, muitas vezes fará com que as pessoas pensem sobre soluções de saúde por meio de vacinas, tratamentos inovadores e inteligência artificial. Mas o lado voltado para o usuário dos serviços de saúde também é algo que precisa de mais atenção. Isso se refere aos aspectos da assistência médica que impactam a experiência do paciente, seja acessando informações, videochamada com um médico ou usando um portal do paciente. O interessante, no entanto, é como poucas dessas soluções existem para conectar os pacientes uns aos outros. O problema que isso cria é que os pacientes precisam tomam decisões muito importantes, com muito pouca informação.

O McKinsey Institute informou em seu relatório 2019 Consumer Health Insights Survey que apenas uma fração das pessoas conseguiu encontrar as informações que procuraram ao tomar decisões sobre saúde. Portanto, as pessoas são menos propensas a explorar suas opções — elas estão essencialmente confiando no conselho e nas informações de alguém.

A necessidade da conexão humana

A indústria da saúde é profundamente emocional. Das decisões gerenciais de nível superior, aos provedores de serviços, todos geram um impacto direto na vida das pessoas, e os pacientes vivenciam cada etapa disso em um nível visceral. É uma jornada que os pacientes não deveriam ter que passar sozinhos. Na verdade, as pessoas procuram o conforto e o consolo da conexão humana, quando têm que passar por um episódio de análise da saúde – e é normal envolver a família ou amigos íntimos para questões importantes dessa natureza.

Além disso, muitos experimentam esses contatos imediatos quando descobrem que compartilham uma experiência mútua. Talvez você encontre um colega que também fez um tratamento médico ou cirurgia importante; ou um amigo de um amigo que também está pensando em cirurgia ocular a laser. Seja o que for, a conexão naquele momento sempre nos faz sentir menos sozinhos e oferece um novo componente para nossa jornada, que talvez antes, nem tivesse sido considerada.

Como a saúde pode ser mais acessível?

Quando falamos sobre saúde acessível, uma grande parte do todo é a questão de acessar informações confiáveis e imparciais. Inevitavelmente, médicos e instituições de saúde são influenciados por vários preconceitos, mas frequentemente esta é a única fonte de informação disponível para os pacientes. Não temos acesso a informação das práticas de um cirurgião da mesma forma que veríamos de um restaurante ou um novo produto. Contudo, às vezes, a melhor solução é a mais simples. E uma solução simples para tornar os serviços de saúde mais acessíveis seria facilitar a conexão dos pacientes. Os recursos de saúde não precisam necessariamente implementar soluções tecnológicas complexas – pode ser tão simples quanto estabelecer uma infraestrutura para permitir que os pacientes se encontrem. A conexão entre dois pacientes é muito mais poderosa do que o texto em um fórum.

O futuro da saúde é a comunidade

Frequentemente, experiências ruins de saúde vêm de pacientes que se sentem sem apoio. Há comunidades inteiras se formando em torno de produtos como Tesla e Peloton, então não há razão para que comunidades na área de saúde surjam e se desenvolvam. Pessoas que passam por experiências de saúde, podem se conectar nas redes sociais e em fóruns online para poder compartilhar experiências mútuas do que estão passando. A inovação na área de saúde cobre um amplo espectro de coisas, mas facilitar a infraestrutura de comunicação para a comunidade, pode percorrer um longo caminho para direcionar muitas das deficiências de acessibilidade na área de saúde, que estão diretamente relacionadas ao emocional e interpessoal.

A maioria de nós passou a vida inteira acreditando que a saúde é algo que simplesmente deve permanecer indefinida. Aceitamos que não ter informações é apenas parte dessa experiência de saúde. Mas o futuro da inovação em saúde não está apenas na medicina e na tecnologia de dispositivos, mas também nas experiências sociais. A comunidade tem o potencial de reescrever a experiência de saúde e dar um impacto profundo na maneira como as pessoas procuram e recebem tratamentos.

Conte aos amigos

Deixe um comentário

Arquivos

Categorias