24/01/2021

A transformação digital das Carriers

Por wcalazans

Os data centers são essenciais para tecnologias inovadoras, principalmente quando se fala em poder de armazenamento e computação.

As operadoras fornecem tecnologias inovadoras, como 5G, automação e computação em nuvem para impulsionar a transformação digital das indústrias. Os data centers, por sua vez, desempenham um papel fundamental neste processo, tanto para a arquitetura 5G, arquitetura de nuvem e redes, quanto aos diversos aplicativos movidos pela convergência do 5G com tecnologias de nuvem e big data.

É um ciclo: os data centers atendem às necessidades essencias da era digital para a digitalização das operadoras e estas impulsionam a transformação digital das indústrias; que por sua vez, vão demandar investimentos em infraestrutura de data centers.

À medida que tecnologias como 5G, computação em nuvem, automação e big data se desenvolvem, muitas novas aplicações estão chegando ao mercado, levando a uma explosão na demanda por armazenamento em data centers e poder de computação.

Os data centers tradicionais enfrentam problemas cada vez mais perceptíveis, como longos ciclos de construção, alto consumo de energia, operações e manutenção complexas (O&M) e expansão desafiadora.

Então, o que ajudará as operadoras a se tornarem digitais?

Resposta: o data center full-stack. Esta evolução redefinirá os data centers de quatro maneiras:

  • Solução de ar condicionado para economizar energia;
  • Modelo de construção modular, pré-fabricado;
  • Poder de computação de alta densidade;
  • Operação & Manutenção inteligente.

Energia

Com base na previsão de consumo total de energia, apresentada pelo Dr. Anders SG Andrae no Nordic Digital Business Summit em 2017, os data centers serão responsáveis por 5% do consumo global de energia até 2025.

O menor consumo de energia dos data centers há muito tempo é uma preocupação do setor. Com a explosão do tráfego de dados na era 5G, onde tudo está conectado de forma inteligente, os data centers estão fadados a sofrer uma pressão maior em relação ao consumo de energia. Portanto, data centers inovadores e com baixo consumo de energia se tornaram uma necessidade crítica.

Os sistemas de resfriamento de data centers tradicionais consomem muita energia, respondendo por mais de 28% do consumo total de energia dos data centers. Para resolver esse problema, os projetistas de soluções de resfriamento de data centers, de próxima geração tentarão substituir o ar condicionado por resfriamento a líquido, que é mais eficiente e direcionado.

Além disso, o resfriamento evaporativo indireto, com benefícios como durações mais longas de resfriamento natural e processos de resfriamento mais curtos, tem grande potencial de economia de energia. Isso pode reduzir significativamente as horas de trabalho dos compressores, economizando mais energia do que os sistemas de água gelada.

Visitei um data center em Shenzhen que adotou a solução de resfriamento evaporativo indireto e teve uma eficácia máxima de uso de energia anual (PUE) de 1.2, economizando cerca de US $ 1,1 milhão em custos de eletricidade ao ano.

Construção pré-fabricada

Procedimentos complexos são necessários para construir data centers tradicionais. O gerenciamento de projetos é difícil, e muitas vezes são necessárias correções. Todo o processo de construção – desde o levantamento topográfico, projeto e obra civil, até a instalação dos equipamentos, teste e aceitação, ensaio e retificação – normalmente leva entre um ano e meio e dois anos.

Este modelo de construção já não atende às mudanças do mercado e os requisitos de serviços.

Os data centers tradicionais são caracterizados por planejamento e investimentos únicos, em vez de uma implantação sob demanda com investimentos em etapas. Como resultado, os data centers tradicionais enfrentam vários problemas: grandes quantias de investimentos, altas taxas de vacância e longos ciclos de retorno do investimento.

Além disso, durante as atualizações de serviço, os data centers tradicionais não conseguem suportar expansões massivas.

Para resolver o problema, a arquitetura dos data centers de próxima geração deve ser modularizada, com módulos pré-fabricados para alimentação, distribuição e backup, além de módulos de resfriamento e de equipamentos de TI.

A construção de data centers modular, irá simplificar todo o processo. Isso também reduzirá significativamente o tempo necessário para instalação e comissionamento, enquanto a implantação e atualizações sob demanda poderão atender a múltiplas necessidades de serviço.

Um data center em Dongguan usou solução modular na pré-produção, pré-instalação e pré-comissionamento. Demorou seis meses para ser construído; com cinco andares e 1.000 racks.

O tempo de comercialização para este tipo de data center foi inferior à metade da média, estabelecendo um novo recorde do setor.

Poder de computação

Estatísticas da Global Industry Vision (GIV) 2025 da Huawei e IDC mostram que 80% do crescimento de dados em 2020 foram em dados não estruturados. Esses dados, são difíceis de processar e armazenar e também não podem ser totalmente explorados devido ao poder de processamento limitado.

O valor dos grandes dados não estruturados ainda está para ser explorado. Isso exigirá data centers com mais recursos de computação e armazenamento, bem como redes que conectem servidores e dispositivos de armazenamento com zero perda de pacotes, baixa latência e largura de banda maior.

Em resumo, o desempenho geral dos data centers precisa ser impulsionado. Os data centers de alta densidade se tornarão cada vez mais necessários.

Servidores de computação automatizados de alta densidade, armazenamento de alto desempenho e grande capacidade e data centers com redes com zero perda de pacotes serão necessários para melhorar o poder geral de computação dos data centers.

O&M simples e eficiente

Um data center é um sistema complexo, composto por vários subsistemas que supervisionam o fornecimento e distribuição de energia, refrigeração, umidificação, ventilação, prevenção de incêndios e muito mais.

A grande variedade de equipamentos torna O&M de data centers uma tarefa difícil. Geralmente, leva muito tempo para localizar uma falha de equipamento e os custos de O&M aumentam à medida que a carga de trabalho dos data centers aumenta.

Pessoas ainda são os responsáveis diretos pela O&M do data center, e a demanda por especialistas em O&M tem aumentado constantemente nos últimos anos.

Buscar tecnologias digitais e inteligentes e cortar custos de O&M será, sem dúvida, a chave para melhorar a eficiência do gerenciamento em data centers.

Os data centers de próxima geração devem ser construídos em uma base digital unificada e oferecer funções como distribuição de energia e refrigeração, e previsão e análise de falhas de forma inteligente. Isso reduzirá as falhas e os tempos de reparo.

Tecnologias como gêmeo digital (digital twin), visualização 3D e diagrama de nuvem de temperatura nos permitem monitorar salas de equipamentos em três dimensões, simplificando ainda mais o O&M.

Visores de tela grande, combinados com mapas de monitoramento digital e aplicativos móveis, tornam possível monitorar vários data centers a qualquer hora e em qualquer lugar.

Resumindo, os data centers inteligentes full-stack de próxima geração são projetados de todas as maneiras para oferecer a melhor experiência possível ao cliente com custo reduzido, desde a implantação e consumo de energia até O&M e desempenho.

Na última década, o sucesso da Internet móvel e da computação em nuvem incorporou os serviços em nuvem à nossa vida diária. Os data centers nos quais a computação em nuvem é construída se tornaram uma parte essencial da sociedade moderna.

Na próxima década, os data centers – a base de nossa sociedade digital – terão um papel cada vez mais importante, à medida que são combinados com novas tecnologias como 5G e automação, para potencializar a transformação digital das indústrias.

A sobrevivência e o crescimento de uma operadora dependerá de sua capacidade de usar totalmente data centers e redes 5G e fornecer plataformas que oferecem serviços digitais personalizados para diferentes setores.

A adoção dos data centers full-stack de próxima geração para criar uma base digital eficiente e inteligente será, sem dúvida, a chave para o sucesso das operadoras nesta era de transformação digital.

Conte aos amigos